A Cruel Necessidade de Possuir: Pós-Colonialismo e Patriarcalismo em um Conto de Clarice Lispector

Leila Wanderléia Bonetti Farias, Lúcia Osana Zolin

Resumo


Os resultados da dominação, seja nas relações de gênero, seja no trato entre colonizador/colonizado transparecem no conto A menor mulher do mundo. Com base nele, procuramos desvendar os processos coercivos que consolidam a dominação de gênero e de raça, desconstruir a noção de verdade embutida no discurso social dominante e localizar as relações de poder nele emaranhadas. Através da abertura de uma brecha no discurso dominante — apoiado num conjunto de pressuposições específicas da cultura ocidental e de sua tradição — procuramos promover um lugar no qual a mulher subalterna e o sujeito colonial possam falar.

The results of domination, in the relations of genre or between colonizer/colonial are transparents in the tale The lesser woman of the world. We are searching to disclose the coercive processes which consolidate the domination of genre and of race, dis-construct the notion of true embedded in the social dominant discourse and localize the relations of tangleded power. Through of the opening of a breach in the social dominant discourse — abeted in a conjunct of specific presuppositions of the occidental culture and of their tradition — searching to promote a space in the which the subordinate woman and the colonial subject can speak.


Palavras-chave


patriarcalismo; pós-colonialismo; gênero; outremização; patriarchalism; post-colonialism; genre; othering

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2007v11p28

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco