“Lembrança de Morrer" e o Guesa: diálogos

Danglei de Castro Pereira

Resumo


O presente trabalho discute a presença de uma postura titânica no interior da poesia romântica brasileira. Apoiados no conceito de ironia romântica, presente no centro as idéias do Grupo romântico de Iena, faremos uma releitura do poema “Lembrança de orrer”, de Álvares de Azevedo, e de um fragmento de O Guesa, de Sousândrade, apontando para a presença de um princípio racional inerente a essas obras. 

The present work discusses the presence of a titanic posture inside the Brazilian romantic poetry. Supported in the concept of romantic irony, present in the center of the ideas of the romantic Group of Iena, we will make a reappraisal of the poem “Memory of dying”, of Álvares de Azevedo, and of a fragment of Guesa, of Sousândrade, pointing for the presence of an inherent rational beginning to those works. 


Palavras-chave


romantismo brasileiro; poesia romântica; titanismo; post-colonialism; brazilian romanticism; poetry romantic; titanism

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2007v10p21

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco