As Interfaces da Literatura Infanto-juvenil: Panorama Entre o Passado e o Presente

Bruna Longo Biasioli

Resumo


O gosto do leitor, sobretudo o leitor infanto-juvenil, não é, muitas vezes, objeto de estudos e pesquisas. Tendo em mente o fato de que o leitor é alguém a quem cabe seduzir e convencer e que competir com os divertimentos virtuais não é uma tarefa fácil aos professores e pais que tentam estimular o gosto pela leitura em crianças e jovens, este artigo propõe traçar um perfil do leitor infanto-juvenil na década de 1980 e entre os anos de 1994 e 2004, a fim de verificar o que mudou nesses vinte anos, bem como estabelecer as preferências atuais desse tipo de público. The reader´s tastes, especially that of children and teenager literature, is seldomly the object of study and researches. That in mind, the reader is someone whom it is necessary to convince and to seduce, and the fact that it is very difficult for teachers and parents to try to estimulate children and youths to like to read, competing with virtual entertainement, this paper proposes to make a profile of the reader of children and teenager literature of 1980s and from 1994 to 2004, to verify what have changed in these twenty years.

Palavras-chave


mercado; livro; leitor; literatura infanto-juvenil; market; reader; reading; children and youth´s literature

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2007v9p91

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 10

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco