A Observação Científica e o Romance como Experimento

Michael Korfmann

Resumo


Este artigo analisa O romance experimental (1880) de Emile Zola dentro do contexto medial do século XIX. Seu ensaio objetiva desligar a literatura contemporânea dos parâmetros românticos e direcionar seus procedimentos em direção à observação visual empírica, aproximando assim a literatura ao discurso e à praxe científica. Para tal, a fotografia como medium idealizado da observação exata e objetiva torna-se uma referência discursiva importante em suas reflexões teóricas. O presente trabalho também avalia suas propostas poetológicas no contexto histórico da diferenciação social e o surgimento de áreas comunicativas e funcionais específicas.

 This article analyzes The Experimental Novel by Emile Zola (1979) in the medial context of the 19th century. His text pretends to disassociate contemporary literature from romantic parameters e direct its procedures towards an empiric visual observation and approximate literature to scientific discourse and praxis. Photography as an idealized medium for exact and objective observation becomes an important discursive reference in his theoretical reflections. This article also evaluates his poetic proposals in the historical context of social differentiation and the rise of specific communicative and functional areas.

Palavras-chave


fotografia; mídia; Zola; literatura; photography; media, literature

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2006v8p51

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco