A Entrada do Leitor no Texto Ficcional: Uma leitura de Angélica de Lygia Bojunga Nunes

Marta Yumi Ando, Rosa Maria Graciotto Silva

Resumo


O presente artigo focaliza a obra Angélica (1975) de Lygia Bojunga Nunes à luz da estética da recepção, e, sobretudo, da teoria do efeito, propugnada por Wolfgang Iser. Tendo isso em vista, mostramos os modos como a autora conduz o leitor, estimulando-o a produzir as conexões textuais deixadas em suspenso, através de recursos como as histórias encaixadas, o suspense e os jogos temporais.

This article analyses Lygia Bojunga Nunes’ Angélica (1975). In compliance to the reader-response criticism and, specifically, the aesthetic response theory, widely spread by Wolfgang Iser, we verified how the authoress carries the reader, motivating him/her to produce the textual connections in suspense, by using stories within story, suspense and temporal games.


Palavras-chave


Lygia Bojunga Nunes; reader; gaps; leitor; espaços vazios

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2006v7p39

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 10

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco