Alencar e Machado: Leituras e Indianismo

Celso Pagnan

Resumo


Esta resenha de tese de doutorado elenca uma análise de aspectos da produção literária de José de Alencar e de Machado de Assis de temática indianista. Parte-se do pressuposto de que a poética romântica foi incapaz de construir uma verdadeira identidade para o brasileiro, por excluir raças importantes para esse processo, mas buscou caminhos novos em relação à tradição literária européia. A análise e a discussão aludem a uma outra, sobre a capacidade de a literatura brasileira ser original, procurou-se refletir sobre como críticos representativos dos dois ficcionistas perceberam a originalidade em suas obras e a expressão da cor local. 

The central object of this dissertation abstract is to analize aspects of the José de Alencar's and Machado de Assis's literary production of Indian thematic. The research is supported by the presupposition that romantic poetry was unable to build a true identity to Brazilian people, because it excluded races from this process, but it was important in the sense of looking for a new way in relation to an European literary tradition. The analysis and the discussion allude to another, about the capacity of Brazilian literature to be original, there was a reflexion about how critics of the two ficcion writers perceived the originality of their works and the local color expression.

Palavras-chave


indianismo; originalidade; intertextualidade; indianism, originality; intertextuality

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2005v6p72

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco