A Poesia de Manoel de Barros e o Mito de Origem

Nismária Alves David

Resumo


Este estudo pretende estabelecer algumas relações entre a poesia de Manoel de Barros e o mito da origem, enfatizando o emprego de símbolos que, numa atividade metalingüística, veiculam os preceitos da arte barrosiana e permitem o domínio do tempo.

The purpose of this study is to establish some relations between the poetry by Manoel de Barros and the myth of the origin, emphasizing the symbols that propagate the rules of his art and dominate the time.


Palavras-chave


Manoel de Barros; poesia; mito; poetry; myth

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2005v5p17

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Fale conosco