Latino-americanismo e orientalismo: Roberto Schwarz, Silviano Santiago e Edward Said

Renata Telles

Resumo


O objetivo deste ensaio é estudar algumas diferenças e semelhanças no pensamento de três críticos distintos, a partir de um ponto comum que inquieta a todos: a relação cultural entre a metrópole ocidental e seu outro, o oriente, seja ele o Brasil ou a Palestina. Atravessados pela questão da identidade e da resistência em regiões não-metropolitanas, Roberto Schwarz, Silviano Santiago e Edward Said, ensaiam alternativas distintas para o problema, mais do que nunca contemporâneo: no presente da globalização e do império, como não reproduzir o discurso hegemônico ao trabalhar com categorias como pluralismo, hibridismo e desierarquização?

Palavras-chave


crítica literária; pós-colonialismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1678-2054.2004v4p71

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Publicação do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade Estadual de Londrina.  


ISSN: 1678-2054

QUALIS - CAPES 2013-2016: Letras/Linguística: B1 ; Educação: B2

Os artigos têm Identificador de Objeto Digital (DOI). 
 
Índice de Citações dos artigosGoogle Acadêmico

a) índice h1 - (>2016) - 11
b) índice i10 - (>2016) - 10

MIAR - ICDS (2021) - 6.3

Fale conosco