As Características dos problemas ambientais e suas implicações para a política ambiental

Benilson Borinelli

Resumo


 

A preocupação com a efetividade das políticas ambientais vem crescendo diante de seus resultados insatisfatórios, da maior aceitação pública das ameaças ambientais às sociedades e às espécies e por se estar enfrentando problemas de grande complexidade. Neste artigo, aborda-se, a partir de pesquisa bibliográfica, como as características da problemática ambiental podem influenciar no tratamento político desse campo, contribuindo “intrínseca” e parcialmente para o intrincado processo de formulação e de implementação da política ambiental. Características como a natureza multidimensional e multidisciplinar, a complexidade e incerteza, a irreversibilidade e os conflitos de interesses sociais inerentes aos problemas ambientais tornam os problemas de sustentabilidade ambiental uma nova frente de questionamento às instituições construídas na modernidade. Instituições como o Estado, o mercado, a democracia e a política ambiental encontram sérias restrições epistemológicas e políticas para lidar com os problemas ambientais, dado que os fragmentam e simplificam e os subordinam em grande medida à lógica de organização social capitalista. Dessa forma, a baixa efetividade e o caráter cosmético da política ambiental, ou para além desta, a crise ambiental, devem ser enfrentados tanto no campo político quanto na forma como se reconhecem e se encaminham novas e tradicionais demandas do Estado e da sociedade. 


Palavras-chave


Política ambiental; Instituições; Problemas ambientais; Sustentabilidade; Complexidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2011v13n2p63

Serviço Social em Revista

ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br