Do fim da ditadura Argentina ao movimento piqueteiro: origens e desafios da organização dos desempregados

Soraia de Carvalho

Resumo


Este artigo apresenta o movimento piqueteiro co mo uma das tentativas de reorganização dos trabalhadores argentinos no período pós -ditadura militar (1973-1986). Expõe as origens deste movimento de desempregados: os levantes populares nas cidades petroleiras devastadas pelas privatizações que acompanham a implementação do modelo neoliberal e as organizações
territoriais influenciadas pelas Comunidades Ecle siais de Base. Problematiza a relação com as políticas assistenciais, ponto que define as bandeiras de luta dos distintos movimentos pique teiros, revelando sua adequação ou confronto com o Estado.

Palavras-chave


Organização; Desempregados; Movimento Piqueteiro;

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2010v12n2p19



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br