Luta pela terra, direitos e latifúndio: a presença de um Estado ausente, da colônia ao Brasil contemporâneo

Mailiz Garibotti Lusa

Resumo


Este trabalho aborda sobre quadro da questão fundiária, cujas raízes encontram-se no período colonial, problematizando as formas de apropriação indevida das terras no Brasil, segundo interesses das oligarquias agrárias. Trata-se de um ensaio teórico, sob a perspectiva do materialismo histórico dialético, privilegiando a abordagem sobre a formação sócio-histórica brasileira. No desenvolvimento destaca-se a discussão sobre a apropriação fundiária indevida e os interesses de dominação política e econômica das elites; as lutas pela terra e as contradições do Estado; discutindo sobre a sintonia ou não entre as propostas de reforma agrária e a manutenção dos interesses das elites dominantes.

Palavras-chave


Questão fundiária; Lutas sociais; Dominação; Estado

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2017v20n1p41

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br