Trabalho em rede. Um olhar sobre a garantia da integralidade dos direitos da criança e do adolescente a partir da política de saúde em Curitiba-PR

Dione Lolis, Fernanda de Souza Moreira

Resumo


O presente artigo apresenta algumas reflexões resultantes de uma pesquisa que buscou analisar a organização do Trabalho em Rede voltado à garantia da integralidade dos direitos da criança e do adolescente, a partir da Política de Saúde, tendo como lócus o município de Curitiba-PR. A pesquisa, de natureza qualitativa, compreendeu uma revisão bibliográfica, uma pesquisa documental e, sequencialmente, uma pesquisa de campo, onde foram entrevistados treze trabalhadores do território e da gestão inseridos em serviços, órgãos e espaços que compõem o Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente (SGDCA) no Distrito Sanitário Bairro Novo. Como principais resultados, destaca-se que o trabalho desenvolvido pela Rede de Proteção é um avanço inegável, ainda que a falta de transversalidade, de visão de totalidade, a dificuldade de comunicação e de corresponsabilização de todos os atores envolvidos no SGDCA, assim como a falta de um ator que assuma e exerça o papel de articulador dos demais atores, faz com que esse trabalho não constitua de fato uma Rede Intersetorial. 


Palavras-chave


Direitos da criança e do adolescente;Rede intersetorial;Integralidade;Saúde

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2016v19n1p109

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Serviço Social em Revista

ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br