Capacita SUAS no Pará: uma abordagem a partir da diversidade territorial

Silvia Aline Silva Ferreira, Vanessa Pereira Bellão

Resumo


O objetivo do estudo apresentado neste artigo foi problematizar as particularidades do estado do Pará na efetivação do SUAS (Sistema Único de Assistência Social), a partir de sua territorialidade e das vulnerabilidades sociais às quais está exposto. Tal reflexão é narrada a partir da experiência no Programa Capacita SUAS, nos municípios de Belém do Pará, Castanhal, Marabá e Altamira. As capacitações foram realizadas no período entre maio a agosto de 2014, com a finalidade de atender os objetivos do Programa Nacional de Capacitação do SUAS, que tem, entre suas metas, garantir oferta de educação permanente para qualificar seus profissionais. Os resultados do programa Capacita SUAS, enquanto estratégia da Educação Permanente, são positivos frente à importância de se levar informação e qualificação aos seus trabalhadores, assim como, de se efetivar e garantir o que está posto pela NOB/RH. A pesquisa foi produzida a partir de análise documental e por meio da coleta de dados realizada durante as capacitações. Os alunos registraram as oficinas e os debates realizados, o que permitiu o desenvolvimento deste artigo. Essa valiosa experiência nos revelou, enquanto facilitadoras do Capacita SUAS, a necessidade de continuidade do programa como uma estratégia de educação permanente, que permite aos trabalhadores o nivelamento de conhecimento

Palavras-chave


SUAS. Educação Permanente. Território. Políticas Públicas. Diversidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2016v18n2p210

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br