Peculiaridades sobre a dimensão urbana de pequenas cidades no contexto amazônico

Giselle de Lourdes Bangoim Sakatauskas, Joana Valente Santana

Resumo


O presente artigo apresenta um estudo que buscou discutir a dimensão urbana de pequenas cidades no contexto amazônico, evidenciando o conceito de pequenas cidades. A argumentação considera que a dinâmica econômica, social e cultural das pequenas cidades amazônicas é pouco conhecida pelo governo federal, assim, estas são, fragilmente, incorporadas no planejamento urbano brasileiro, bem como, recebem pouco investimento no que se refere às políticas públicas e sociais. A abordagem teórico-metodológica da investigação está fundamentada no método dialético da teoria social de Marx, tendo como procedimento metodológico o levantamento bibliográfico. A partir dos estudos sobre as pequenas cidades na Amazônia foi possível destacar, como elementos constitutivos peculiares à dimensão urbana dessas cidades: a) baixa densidade populacional; b) precário acesso à infraestrutura física e social; c) existência de modos de vida diferenciados culturalmente (índios, quilombolas, ribeirinhos), com uma complexa rede urbana/rural; d) difícil acesso devido à distância geográfica, com algumas cidades acessadas por rio; e) agravamento das expressões da questão social (renda, trabalho, acesso às políticas sociais); e) baixa capacidade administrativa municipal e; f) resistência dos povos indígenas e comunidades tradicionais pelo modo de viver diferenciado (quilombolas, ribeirinhos), o que ratifica a necessidade de incorporação dessas peculiaridades no planejamento e execução de políticas públicas governamentais

Palavras-chave


Pequenas Cidades; Amazônia; Peculiaridades; Dimensão Urbana; Planejamento governamental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2016v18n2p151

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br