O trabalho em domicílio: elementos para pensar estratégias de conciliação entre trabalho e família

Patricia Maccarini Moraes

Resumo


O toyotismo, combinado com o modelo de acumulação flexível, acarretou a flexibilização das relações de trabalho, resultando na terceirização, no desemprego e na desregulamentação dos contratos e direitos trabalhistas. No setor têxtil cresce o trabalho em domicílio que indica a autoexploração do trabalhador. A casa passa a ser lugar de produção e reprodução, pois permite às mulheres exercerem uma atividade produtiva e manterem as tarefas de reprodução.  Considera-se que o trabalho em domicílio seja adotado como estratégia de conciliação entre trabalho e família.   Este assunto merece atenção das políticas sociais quanto aos direitos do trabalho, bem como das políticas de atenção às famílias. 


Palavras-chave


Trabalho em domicílio; Família; Conciliação

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2016v18n2p73

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br