Mídia, controle social e criminalização da juventude

Anna Carolina de Oliveira Azevedo, Rômulo Magalhães Fernandes

Resumo


O presente artigo trata do papel da mídia, tendo em vista a tendência do expansionismo penal e a criminalização da juventude. Atualmente, o continente latino-americano, e o Brasil especificamente, vivem um contexto de violência que pressiona os diferentes setores do Estado na busca de novas alternativas de controle social. Essas saídas, na maioria das vezes, são cunhadas pelo pragmatismo e pela desconsideração das verdadeiras raízes do problema. Nessa perspectiva, aborda-se a questão a partir de uma metodologia teórica, consistente em revisão bibliográfica, com ênfase na doutrina latino-americana, que abarca, sobretudo, institutos da Sociologia Jurídica, da Criminologia Crítica e do Direito Penal.


Palavras-chave


Criminologia Crítica; Expansionismo Penal; Juventude; Mídia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2015v18n1p120



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br