A responsabilização da família brasileira a partir do desenho das políticas sociais compensatórias e focalizadas

Aline Chiesa Gonçalves

Resumo


O presente artigo visa problematizar a responsabilização das famílias brasileiras pela eficácia das políticas sociais compensatórias e focalizadas, orientadas pelo Banco Mundial, mostrando a concepção ideológica e política de tal organismo a partir das novas prescrições (1995), que foram somadas a primeira reunião do Consenso de Washington (1989). Para tanto o trabalho irá desenvolver-se dentro de três eixos de análise: Qual a concepção de política social para o Banco Mundial? O segundo irá abordar um modelo brasileiro de política social compensatória e focalizada, o Programa de Transferência de Renda Bolsa Família, e o último eixo irá tratar da questão da responsabilização das famílias pela eficácia de tais políticas.

Palavras-chave


Famílias, Política Social, Banco Mundial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2015v17n2p91



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br