O fazer profissional do/a assistente social na unidade de terapia intensiva do HUOL: uma análise sob o olhar dos usuários

Nayara Costa Santos, Adriana Paula da Silva Eleutério, Rita Lourdes Lima

Resumo


Esse artigo apresenta os resultados de uma pesquisa realizada no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), vinculado a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que teve como objetivo analisar o entendimento dos usuários a respeito do fazer profissional dos/as Assistentes Sociais em Unidade de Terapia Intensiva adulto (UTI). A metodologia utilizada foi a qualitativa com amostra não probabilística intencional a partir de doze entrevistas semi-estruturadas, sendo seis com pacientes da UTI e seis com visitantes. Os resultados apontam uma forte relação entre a escolaridade e a renda dos sujeitos, entre o sexo feminino e o cuidado aos outros e a percepção do Serviço Social como profissão que deve resolver todos os problemas do usuário. 


Palavras-chave


Serviço Social; Saúde; Terapia Intensiva Adulto; Usuários.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2015v17n2p146



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br