Os programas de assistência estudantil do ensino supeior no Brasil: a experiência da UTFPR-Dois Vizinhos

Juliana Palavezzini, Francis Mary Mary Guimarães Nogueira

Resumo


Este artigo resulta da pesquisa desenvolvida no Mestrado em Educação na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) e objetiva analisar a contribuição das políticas de assistência estudantil, como forma de proporcionar condições de acesso, permanência e conclusão de curso, tendo por base a experiência da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), campus de Dois Vizinhos. Nas últimas décadas, o governo federal tem apresentado propostas de expansão do ensino superior, bem como políticas de assistência estudantil. O estudo pretende mostrar como se constituiu o Estado Burguês e como a ideologia burguesa influencia as ações do Estado, sustentando as proposições das políticas sociais, particularmente as educacionais. Objetiva-se, ainda, compreender a configuração atual da política de educação superior brasileira, focando nos atuais contornos normativos da assistência estudantil. Para finalizar, busca-se analisar a experiência da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, campus de Dois Vizinhos, traçando assim algumas considerações sobre a temática. A partir da pesquisa quantitativa realizada com os dados do Sistema Acadêmico da UTFPR-DV, dos documentos e normativas da instituição (editais, regulamentos, relatórios etc.), observa-se que os principais resultados e conclusões sinalizam que os programas de assistência estudantil têm sido fundamentais para a permanência dos alunos com dificuldades socioeconômicas no ensino superior.


Palavras-chave


Estado, Políticas Sociais, Políticas Educacionais, Ensino Superior, Assistência Estudantil, Acesso e Permanência.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2014v17n1p05



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br