Busca autônoma por educação permanente e consolidação da identidade profissional crítica

Nilsen Aparecida Vieira Marcondes, Elisa Maria Andrade Brisola, Edna Maria Querido de Oliveira Chamon

Resumo


Refletir acerca da educação permanente como possibilitadora de aprimoramento intelectual, na perspectiva da competência profissional e da consolidação da identidade profissional crítica do assistente social, emerge como necessidade no atual contexto histórico, no qual o dinamismo societário caminha apressadamente.  Por meio de uma pesquisa qualitativa, utilizando-se da história oral, através de entrevista semiestruturada, alcançou-se conhecimento sobre as formas utilizadas pelos profissionais de Serviço Social na busca autônoma por educação permanente. Os resultados do estudo apontam que a totalidade dos entrevistados é unânime em afirmar que a qualificação continuada é de suma importância para a consolidação da identidade profissional crítica, potencialização das competências e das atribuições privativas dos assistentes sociais, contribuindo, assim, para a efetivação do Projeto Ético-Político da profissão, além de portar a tendência de se repercutir positivamente no alcance da qualidade dos serviços prestados.


Palavras-chave


Educação Permanente. Identidade Profissional. Serviço Social.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2015v17n2p187



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br