População de Rua, Território e gestão de políticas sociais: para além de um retrato social

Mariana Sato dos Reis, Maria Luiza Amaral Rizzotti

Resumo


O presente artigo discute sobre a população em situação de rua e a sua interação com o território. O território é retratado enquanto o chão das políticas sociais e visto além do olhar geográfico. Para uma melhor compreensão do fenômeno população em situação de rua é necessário apreender as múltiplas determinações que constituem essa situação, bem como acompanhar o movimento histórico, político e econômico-social da realidade que está em constante transformação. Assim, a compreensão dos “espaços vazios” ocupados por essa população, torna-se um grande desafio tanto para as políticas sociais quanto para os profissionais que trabalham com esse segmento. Além disso, o presente estudo aborda a apropriação da lógica territorial na gestão de política social com o objetivo de construir uma reflexão que associe a complexidade do cotidiano da população de rua, sobretudo, quando dirige o olhar para o território e o caminho a ser trilhado na gestão das políticas sociais com essa mesma perspectiva.

Palavras-chave


População em Situação de Rua; Território; Espaços Vazios; Política Pública; Gestão de Políticas Sociais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2013v16n1p43



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br