O Programa Bolsa Família a partir do território: O trabalho social com as famílias beneficiárias

Tatiana de Oliveira Stechi

Resumo


O presente artigo tem como objetivo apresentar algumas reflexões sobre o trabalho social com famílias beneficiárias do Programa Bolsa Família (PBF) a partir do território, eixo estruturante da Política Nacional de Assistência Social (PNAS). Considerando a experiência prática bem como a atuação profissional, se faz necessário uma compreensão do trabalho social realizado com essas famílias enquanto possibilidade de uma intervenção qualificada nas necessidades e demandas apresentadas pelos beneficiários, tendo como parâmetro o aumento das políticas sociais de transferência de renda e o seu enfrentamento à pobreza.  Neste sentido, contextualiza o programa federal de transferência de renda, bem como discorre sobre seus objetivos e critérios. Logo em seguida o situa no trabalho desenvolvido pelos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), bem como as orientações dadas pela PNAS enquanto público prioritário das ações às famílias beneficiárias do programa. A partir das orientações dadas pelas legislações e teorias que direcionam a prática e atuação do assistente social com essas famílias é necessário que seja desenvolvido um trabalho em rede articulado com as demais políticas no território bem como de que as necessidades das famílias e intervenções profissionais considerem o local em que as famílias vivem.

Palavras-chave: Programa Bolsa Família. Território. Família. Centro de Referência da Assistência Social. Proteção Social Básica.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2013v16n1p167



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br