Lares negros olhares negros: Identidade e socialização em famílias negras e inter-raciais

Angela Ernestina Brito

Resumo


Este estudo visa apreender como e em que circunstâncias famílias formadas por casais de diferentes origens étnico-raciais, sendo um negro e outro branco, preparam e/ou auxiliam seus filhos, a enfrentar as discriminações que possam sofrer em decorrência do racismo contra negros. Para tanto, foram entrevistados, pais, mães e os filhos de duas famílias inter-raciais, perfazendo um total de sete entrevistas. Tentamos aprofundar os conhecimentos sobre socialização dos filhos mestiços em famílias inter- raciais, a partir das falas do pai e da mãe, e do próprio filho. Os dados obtidos e analisados  permitem  concluir  que  as  famílias  se  valem  de  algumas  estratégias  que auxiliar os filhos a enfrentar o problema do racismo e da discriminação racial, apesar das dificuldades para elaborá-las, e de isto não se constituir, pelo menos aparentemente, em prioridade na educação dos filhos. No entanto, pôde-se observar que há orientação para construção do pertencimento racial e para os possíveis atos discriminatórios que os filhos poderão vir a sofrer. Desse modo a orientação está associada às experiências discriminatórias vivenciadas pelos filhos, na família mais ampla, na escola, na rua, em clubes, prendendo-se também a fortes laços afetivos.

Palavras-chave


Identidade, socialização, famílias negras, famílias Inter-raciais e Serviço Social.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2013v15n2p74



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br