O sistema de ensino em Serviço Social Pós Bolonha. Uma visão crítica

Maria Irene Carvalho, Hélia Bracons Carneiro, Ana Paula Garcia, João Daniel Veiga

Resumo


Este artigo tem como finalidade compreender numa perspetiva crítica o Ensino Superior em Portugal Pós Bolonha evidenciando o modo como o Serviço Social se adequou a este processo. Esta modificação no ensino superior teve alterações substantivas no que diz respeito à sua configuração, temporalidade e acesso. Os cursos de formação base ao nível das licenciaturas, que em Portugal eram de dez semestres passaram para seis e ou sete semestres. O acesso foi democratizado através de exames específicos para alunos maiores de 23 anos com experiencia profissional e sem percursos regular no ensino secundário. Este texto que agora se apresenta situa o sistema de ensino em Portugal e destaca o impato de Bolonha no ensino do Serviço Social. Nesse estudo de caso aferimos que esta política modificou o paradigma de ensino, agora centrado na formação ao longo da vida e valorização da experiência e que a diminuição dos anos formativos desvalorizou a formação e a profissão do Serviço Social.


Palavras-chave


Education system; Bologna; Social Work

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2013v15n2p197



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br