A atual política de acolhimento institucional à luz do estatuto da criança e do adolescente

Vanessa Rombola Machado

Resumo


 

O artigo se propõe a apresentar a política de acolhimento institucional pautada nos princípios estabelecidos pela legislação voltada a criança e ao adolescente – o Estatuto da Criança e do Adolescente - abordando as normativas, notadamente o Plano Nacional de Convivência Familiar e Comunitária e as Orientações Técnicas para os serviços de acolhimento para Crianças e Adolescentes, tendo em vista que tais normativas vêm sendo incorporadas pela política de atenção à infância e juventude com as alterações propostas na legislação a partir de 2009 com a chamada Nova Lei de Adoção. Apresenta também uma reflexão sobre a realidade dessas instituições de acolhimento, comumente conhecidas como abrigos. A título de conclusão reflete acerca da importância das alterações legais propostas. 


Palavras-chave


Acolhimento institucional; Crianças e adolescentes; Serviço social.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2011v13n2p143

Serviço Social em Revista

ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br