Trabalho informal no sistema capitalista: uma análise do perfil do pintor de paredes na construção civil do município de Abaeté/MG

José Edson Martins

Resumo


Diante das mudanças no mundo do trabalho, este artigo1 tenta construir um perfil do pintor de paredes informal da construção civil do município de Abaeté/MG articulando suas dimensões específicas com as dimensões do sistema capitalista sob a perspectiva marxista. O estudo, não só retrata algumas singularidades do pintor informal, mas também evidencia a precarização das relações de trabalho consubstanciadas na violação de direitos, na falta de representação sindical e na existência de contratos de trabalho paralelos fundamentados na transgressão da legislação trabalhista.


Palavras-chave


Trabalho informal; Pintor de paredes; Serviço social.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-4842.2010v13n1p136



Serviço Social em Revista

E-ISSN: 1679-4842

E-mail: ssrevista@uel.br