A dupla semiotização dos objetos de ensino -aprendizagem: dos gestos didáticos fundadores aos gestos didáticos específicos

Elvira Lopes Nascimento

Resumo


Este trabalho apresenta uma reflexão sobre os gestos profissionais de ensino nos movimentos observáveis do professor ao transformar um objeto a aprender em um objeto ensinado. Portadores de significação e vistos pela ótica da atividade coletiva (BRONCKART, 2006), os gestos didáticos fundadores (SCHNEUWLY, 2000; 2009) se integram no sistema social da atividade educacional e se enquadram nas regras e códigos convencionais estabilizados pelo complexo sistema em que se situam as atividades educacionais que constituem a cultura escolar. Entretanto, emergindo dessa   complexidade, a ação do professsor em uma situação particular de ensinar desenvolve gestos didáticos específicos que nos ajudam a compreender o modo pelo qual se dá a transformação do objeto de ensino que é  regulado por esses gestos. A análise empírica do trabalho recai sobre o trabalho desenvolvido por uma professora de português da educação fundamental ao materializar a transposição didática de um objeto social – a carta do leitor.


Palavras-chave


Objeto de ensino; Transposição didática; Gestos professionais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2011v14n1p421



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876