Itens derivados de nomes de líderes polítidos da América do Sul

Eduardo Tadeu Roque Amaral

Resumo


Neste trabalho, apresentamos uma análise de derivados de nomes de líderes políticos da América do Sul. A pesquisa está baseada em estudos de Deonomástica, na linha de Monjour (2002), Rainer (1999; 2007; 2009), Santiago y Bustos (1999) e Schweickard (1992). Os dados foram coletados por me­io de busca eletrônica em jornais virtuais. Os nomes próprios utilizados para a busca pertencem às seguintes personalidades: Cristina Kirchner (Argentina), Miguel Piñera Echenique (Chile), Álvaro Uribe (Colômbia) e José Alberto Mujica (Uruguai). Também foram observados os derivados do nome próprio Lula no jornal brasileiro Folha de São Paulo. A análise revelou que existe uma grande quantidade de formas derivadas dos nomes pesquisados, mas que são formadas por um número reduzido de sufixos.  Predominam em todos os países os derivados em -ismo e -ista. Mas também observamos casos com -ato, -esco, -iano, e -izar. Nos dados do português, encontramos ainda exemplos com -ês e com ´-logo.

Palavras-chave


Nomes próprios; Sufixos; Deonomástica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2011v14n2p397



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876