Contribuições e limitações dos métodos de alfabetização de crianças

Rosangela Gabriel, Greici Quéli Machado

Resumo


Para que a aprendizagem da leitura e da escrita transcorra de forma eficiente, a análise dos métodos de alfabetização é de fundamental importância. Para assinalar quais as melhores estratégias a serem usadas na aprendizagem da leitura e da escrita de crianças, de forma a oferecer as condições para o aprendiz iniciar-se no mundo letrado, é necessário analisar a alfabetização sob três pontos de vista, conforme descrito por Soares (2003, 2007). O primeiro diz respeito à questão técnica da língua, ou seja, ao ato de decodificação e codificação, à relação grafema-fonema / fonema-grafema. O segundo atém-se à questão do significado, da compreensão leitora. E o terceiro considera a alfabetização um processo social, ou seja, a aprendizagem da língua escrita possui funções conforme o contexto social em que está inserida. Este estudo foi concebido com o intuito de discutir os argumentos favoráveis e contrários aos métodos fônico e global. Além da comparação de argumentos teóricos, foram realizadas entrevistas com professores alfabetizadores acerca da metodologia usada na alfabetização. Os resultados sugerem que tanto o método fônico quanto o global apresentam argumentos legítimos no que tange à alfabetização de crianças. Seguindo esse raciocínio, é sensata a busca pelo equilíbrio no uso dos dois métodos de alfabetização. Respeitar o caminho dos alunos no desenvolvimento de suas hipóteses sobre a escrita, possibilitar o trabalho com textos, explorar as relações entre fonemas e grafemas, desenvolver a consciência fonológica, valorizar as descobertas dos aprendizes, apresentar a leitura como uma atividade ao mesmo tempo prazerosa e significativa na dinâmica social, são objetivos compatíveis e complementares no processo de alfabetização e letramento de jovens leitores.


Palavras-chave


alfabetização de crianças; método global; método fônico

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2010v13n1p181



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876