Ensino de Inglês em Escolas Públicas: o que pensam pais, alunos e profissionais da educação

Telma Nunes Gimenez, Jussara Olivo Rosa Perin, Marisa Marques de Souza

Resumo


No final da década de 70 foi realizado um trabalho de levantamento das opiniões de professores e alunos da rede pública do Estado do Paraná sobre o ensino de inglês (Tílio, 1979, 1985). Em  2001 dois outros trabalhos de cunho etnográfico forma realizados em duas cidades do mesmo estado, visando captar as percepções de alunos, professores, gestores escolares e pais de alunos a respeito do ensino da mesmo língua estrangeira. Neste artigo apresentaremos o resultado desses estudos, mostrando que a passagem do tempo parece não ter afetado as concepções sobre o ensino da língua inglesa no contexto da rede pública de ensino do Paraná.  

 Graduação em Letras Anglo-Portuguesas pela Faculdade Estadual de Filosofia Ciências e Letras de Cornélio Procópio (1982) e Mestrado em Estudos da Linguagem pela Universidade Estadual de Londrina (2002). Professora efetiva na Universidade Tecnológica Federal do Paraná.  


Palavras-chave


Ensino/aprendizagem de Inglês; Escolas Públicas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2003v6n1p167



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876