O Traço da Língua Materna na Interlíngua de Aprendizes de Inglês como Língua Estrangeira

Adja Balbino de Amorin Barbieri Durão, Ana Paula Marques Beato Canato

Resumo


Neste artigo, ressaltamos que a língua materna, de forma inevitável, deixa traços na interlíngua de aprendizes de idiomas estrangeiros. Baseamo-nos na observação de uma dificuldade de aprendizagem de estudantes brasileiros de inglês, à luz dos pressupostos da Teoria de Princípios e Parâmetros (TPP), (de N. Chomsky), que defende a idéia de que princípios lingüísticos são universais, ou seja, estão presentes nas mentes de todos os seres humanos, e que os parâmetros lingüísticos são estabelecidos a partir do input recebido. Defendemos que o   input recebido e reformulado no processo de interação é essencial para a aprendizagem de línguas e que a conscientização dos alunos quanto às diferenças existentes entre sua LM e a LE objeto de estudo tem que se apresentar claramente, visto que sem essa conscientização a aprendizagem se torna mais difícil.  


Palavras-chave


Aquisição; Aprendizagem; Parâmetro Pro-drop.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2003v6n1p109



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876