Swallows don’t eat fish: ensino de inglês e vestibular

Telma Nunes Gimenez

Resumo


O possível impacto do exame vestibular de inglês da Universidade Estadual de Londrina, ou seu efeito retroativo em dois contextos de ensino público foi objeto de projeto de pesquisa, cujos resultados parciais são relatados. Neste trabalho são comparados dois contextos: ensino de segundo grau público e curso preparatório público, procurando delinear as visões de linguagem e ensino presentes nas aulas observadas, bem como em entrevistas com os professores responsáveis. Embora se possa notar total despreocupação com o exame do terceiro ano do segundo grau, e uma relação inversa no curso oferecido pela própria Universidade, há semelhanças entre os dois contextos. Tais semelhanças parecem estar vinculadas ao material didático utilizado e à própria percepção dos professores com relação às expectativas e conhecimento prévio dos alunos, bem como suas chances de aprovação no exame. 

Palavras-chave


Vestibular; Ensino de inglês; Efeito Retroativo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2001v4n1p133



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876