/S/ em coda de sílaba interna à luz da geo e da sociolinguística

Silvia Figueiredo Brandão

Resumo


Este artigo analisa a realização de S em coda de sílaba interna com base na fala de 11 comunidades do Estado do Rio de Janeiro, Brasil. A análise leva em conta não só dados coletados por meio da aplicação do questionário do Micro Atlas Fonético do Estado do Rio de Janeiro – MicroAFERJ, mas também as elocuções livres que constituem o cor pus desse atlas com apoio nos fundamentos da Sociolinguística Variacionista. Comparam-se os dois tipos de análise e ressalta-se o caráter complementar dos dois procedimentos analíticos.

 


Palavras-chave


S em Coda interna de sílaba; Geolinguística; Sociolinguística

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2009v12n1p103



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876