Crenças e atitudes linguísticas quanto ao uso de róticos

Jacqueline Ortelan Maia Botassini

Resumo


A forma como se avaliam algumas variedades lingüísticas – positiva ou negativamente – denotam atitudes de estigma e de identidade social. Este trabalho, baseado na metodologia da Sociolinguística Variacionista, tem por objetivo avaliar as crenças e as atitudes dos falantes em relação à utilização de róticos. Para tanto, entrevistaram-se dez informantes (seis maringaenses, dois cariocas e dois gaúchos) e realizaram-se o registro, a descrição e a análise das variantes do /r/ em coda silábica utilizadas. Além disso, analisaram-se as respostas dadas por esses informantes a perguntas específicas sobre crenças linguísticas. 

 


Palavras-chave


Crenças e atitudes linguísticas; Variedades linguísticas; Róticos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2009v12n1p85



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876