Marcas de oralidade no texto escrito

Joyce Elaine de Almeida Baronas

Resumo


O processo de escrita se dá muito depois do processo de oralidade, ou seja, geralmente, quando a criança começa a escrever, já desenvolveu todo o processo de fala; portanto, é natural que haja a transposição da oralidade quando a criança inicia a arte da escrita. Este artigo pretende estudar a influência da oralidade no texto escrito e apresentar um paralelo entre os desvios da norma mais comuns e as marcas do falar rural. Para tanto, num primeiro momento, serão expostos alguns pressupostos teóricos sobre os desvios da norma padrão e, posteriormente, serão analisados dois corpora constituídos de textos de alunos e de entrevistas com falantes rurais a fim de compará-los e identificar sua provável relação. 

Palavras-chave


Oralidade; Escrita; Ensino de língua portuguesa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2009v12n1p15



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876