A construção do processo reflexivo no diálogo pesquisador-professores

Paula Tatianne Carréra Szundy

Resumo


O presente artigo discute os processos de construção do conhecimento e de reflexão sobre a própria ação desencadeados no diálogo entre a pesquisadora e dois professores de inglês como LE. Os recortes de interação analisados são decorrentes de quatro sessões reflexivas realizadas com os professores após a filmagem de suas aulas e integram o corpus da pesquisa de doutorado da pesquisadora. Por compartilhar a visão postulada pelo círculo de Bakhtin de que toda tomada de consciência envolve uma expressão ideológica, sendo, portanto, orientada socialmente e influenciada pelo diálogo com o(s) outro(s) nas mais diversas esferas do meio social (BAKHTIN/VOLOSHINOV, 1929), utilizo as concepções bakhtinianas de ideologias do cotidiano, ideologias historicamente cristalizadas, palavra autoritária, palavra internamente persuasiva e valoração apreciativa para discutir a construção do conhecimento e o processo reflexivo decorrente do diálogo entre a pesquisadora e os dois professores-participantes. Os quatro recortes de interação analisados revelam que o diálogo entre os professores-participantes e a pesquisadora é marcado pelo embate entre as ideologias constituídas ao longo da experiência cotidiana dos professores e as ideologias historicamente cristalizadas revozeadas pela pesquisadora. Nesse conflito, a intervenção da pesquisadora no diálogo, quando caracterizada pela palavra persuasiva, cria mais zonas para o desenvolvimento potencial do processo reflexivo.


Palavras-chave


Reflexão; Ideologia; Palavra autoritária; Palavra persuasiva.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2007v10n1p33



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876