A representação discursiva do trabalho do jornalista no texto institucional de uma empresa de informação: a questão profissional

Anderson Salvaterra Magalhães

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir o estatuto do jornalista a partir de sua representação discursiva em uma carta de abertura de um manual de redação de um jornal do Rio de Janeiro. Do ponto de vista interacionista sociodiscursivo, o texto empresarial é concebido como um enunciado em que ações de linguagem constroem o estatuto do jornalista e traduzem parte dos conflitos que a classe enfrenta na organização profissional. A análise textual da carta indica uma tendência da empresa de informação em construir o jornalismo como emprego, e não como uma profissão, o que tem implicações éticas relevantes para o exercício do jornalismo.


Palavras-chave


Trabalho do jornalista; Representação discursiva; Enunciação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2008v11n1p131



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876