Por uma pedagogia do oral

Tânia Guedes Magalhães

Resumo


Este artigo traz contribuições sobre o trabalho com a oralidade na escola. Nas últimas décadas, vários foram os autores que contribuíram para o tema em questão, orientando que, embora a escrita seja central, a oralidade letrada também precisa ser enfocada na escola. Assim, apresentamos pressupostos teóricos fundamentais ao trabalho com a modalidade falada, bem como elencamos argumentos para uma pedagogia que contemple a oralidade. Além disso, listamos alguns conceitos basilares ao trabalho escolar com a fala, tais como oralidade, modalidade falada, oralização da escrita e atividades prosódicas. As bases teóricas deste trabalho estão, principalmente, em Marcuschi (1996, 2001) e Schneuwly e Dolz (2004) e nos PCN (1998).


Palavras-chave


Ensino de linguagem; Gêneros textuais; Oralidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2008v11n2p



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876