A concepção de autor em Bakhtin, Barthes e Foucault

Juciane dos Santos Cavalheiro

Resumo


Neste artigo, refletiremos sobre a questão do autor a partir dos postulados de M. Bakhtin, R. Barthes e M. Foucault. Embora cada um possua suas particularidades teóricas, eles questionam a unicidade do sujeito, a partir da negação de uma voz soberana/única. Procuramos reconhecer e analisar a maneira de como esses autores tentaram explicitar, em nossa cultura, o desenvolvimento da noção de autoria, levando em conta as implicações sócio-político-culturais-econômicas e, de modo particular, suas repercussões no fazer literário. Nesses autores, observamos o fato de que o indivíduo não é mais autor, mas que a autoria é um fenômeno complexo, perpassado por várias instâncias ou conceitos, tais como o autor-criador em Bakhtin, o escritor em Barthes e a função-autor em Foucault.


Palavras-chave


Autor-criador; Escritor; Função-autor.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2008v11n2p



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876