Dos relatos reflexivos do Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa: a questão do regime enunciativo

João de Deus Leite, Cármen Agustini

Resumo


À luz das teorizações de Benveniste sobre enunciação escrita, problematizamos e analisamos o modo como uma acadêmica do Curso de Letras: Língua Portuguesa e suas literaturas de uma instituição federal produz seus “relatos reflexivos” do Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa. Estamos considerando que, no tempo da escrita, a acadêmica, já na condição de locutora, precisa lidar com as coerções implícitas e explícitas do gênero “relato reflexivo”, que integra o gênero “relatório final”, e com as coerções da “situação de discurso”, tendo por base a contingência da sala de aula. Dessa maneira, por meio da escrita, a acadêmica (re)elabora a sua experiência no Estágio Supervisionado, dado o processo de metaforização, que se constitui a partir de três tempos que constituem a narratividade da experiência: o tempo do fato vivido, o tempo da escrita e o tempo da leitura. As análises, pautadas em recortes discursivos, mostram os pontos de dispersão da escrita da acadêmica, já que, ao relatar a experiência supostamente exitosa no Estágio Supervisionado, pontos de contradição marcam o regime enunciativo das enunciações escritas da acadêmica, deixando flagrar seu processo de identificação com certos espaços de interpretação que o regime enunciativo implica.

Palavras-chave


Enunciação escrita; Estágio Supervisionado; Regime Enunciativo

Referências


AGUSTINI, C.; LEITE, J. A relação entre teoria e prática no Estágio Supervisionado em Língua Portuguesa: uma abordagem enunciativa. ReVEL, edição especial n. 11, 2016. Disponível em: www.revel.inf.br. Acessado em 03.mar.2017.

BENVENISTE, É. Últimas aulas no Collège de France (1968 e 1969). Edição estabelecida por Jean-Claude Coquet e Irène Fenoglio. Trad. Daniel Costa da Silva et al. 1.ed. São Paulo: Editora Unesp, 2014.

GRANGER, G. G. Objet, structure et significations. In: Revue Internationale de philosophie, 73-74, fascículo 3-4, p. 251-290, 1965.

ORLANDI, E.(org.) Instituição, relatos e lendas: narratividade e individuação dos sujeitos. Pouso Alegre: Univás; Campinas: RG Editores, 2016.

SIGNORINI, I. O gênero relato reflexivo produzido por professores da escola pública em formação continuada. In: Gêneros Catalisadores: letramento e formação de professores. São Paulo: Parábola, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2018v21n3p346

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876