Elevação da vogal átona final /o/ em Irati, Paraná

Lucelene Teresinha Franceschini, Loremi Loregian-Penkal

Resumo


Esta pesquisa[1], fundamentada nos pressupostos teórico-metodológicos da Sociolinguística Variacionista (LABOV, 2008 [1972], 1994), tem como objetivo investigar o processo de elevação da vogal média anterior /o/, em posição postônica final, na fala em língua portuguesa de moradores da zona rural, descendentes de imigrantes eslavos (ucranianos e poloneses) da cidade de Irati, localizada na região centro-sul do Paraná. Foram analisadas 24 entrevistas sociolinguísticas (com, no mínimo, 40 minutos de fala cada), estratificadas por sexo, duas faixas etárias (26 a 49 anos e 50 anos ou mais) e três níveis de escolaridade (fundamental I, fundamental II e ensino médio), pertencentes ao banco de dados do projeto VARLINFE (Variação Linguística de Fala Eslava). No total, foram elencadas e testadas sete variáveis linguísticas e quatro sociais. Os dados foram submetidos ao tratamento estatístico do Programa GoldVarb X e apontam um baixo índice de elevação da vogal estudada. 

[1]     Pesquisa com apoio do CNPq. Processo número: 443809/2014-3.


Palavras-chave


Elevação vocálica; Etnia eslava; Projeto VARLINFE.

Referências


BISOL, L. Neutralização das átonas. In: Revista Letras, Curitiba: Editora UFPR, n. 61, especial, p. 273-283, 2003.

________. A Simetria no Sistema Vocálico do Português Brasileiro. In: Linguística - Revista de Estudos Linguísticos da Universidade do Porto. vol. 5, p. 41-52, 2010.

CÂMARA JR., J. M. Estrutura da Língua Portuguesa. 39. ed. Petrópolis: Vozes, 2004.

IBGE. Histórico [município de Irati]. Disponível em http://cidades.ibge.gov.br/ painel/ historico.php ? lang=&codmun=411070&search=parana|irati|infografi cos:-historico. Acesso em 20/05/2017.

_____. Censo [município de Irati]. Disponível em: http://www.censo2010.ibge.gov.br/sinopse/ index.php? uf=41&dados=0. Acesso em 20/05/2017.

LABOV, W. Padrões sociolinguísticos. Trad.: BAGNO, M.; SCHERRE, M.; CARDOSO, C. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.

LIMA-HERNANDES, M. C. Sociolinguística e línguas de herança. In: MOLLICA, M.C.; FERRAREZI JÚNIOR, C. (Orgs.). Sociolinguística, sociolinguísticas: uma introdução. São Paulo: Contexto, 2016, p. 97-110.

LIMEIRA, L. O não alçamento das vogais médias na fala de Curitiba sob a perspectiva da sociolinguística quantitativa. 2013. 88 p.; Dissertação (Mestrado em Letras), Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

LOREGIAN-PENKAL, L. et al. Banco de dados de fala eslava: discussões metodológicas. In: CAMPIGOTO, J. e CHICOSKI, R. (Orgs.). Brasil-Ucrânia: linguagem, cultura e identidade. São Paulo: Paco Editorial, 2013, p. 25-43.

___________; COSTA, L. Realização da vogal média anterior /e/ em posição postônica

final: um estudo variacionista. In.: IV Simpósio Internacional de Estudos Eslavos. 2016.

MACHRY DA SILVA, S. Elevação das vogais médias átonas finais e não finais no português falado em Rincão Vermelho – RS. 2009. 172 p.; Dissertação (Mestrado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

MILESKI, I. A elevação das vogais médias átonas finais no português falado por descendentes de imigrantes poloneses em Vista Alegre do Prata – RS. 2013. 153 p.; Dissertação (Mestrado em Letras). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

VIEIRA, M. J. B. As vogais médias postônicas: uma análise variacionista. In: BISOL, L. e BRESCANCINI, C. (org.). Fonologia e variação: recortes do português brasileiro. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002, p. 127-259.

_____________. As vogais médias átonas nas três capitais do sul do país. In: BISOL, L., COLLISCHONN, G. (org.). Português do Sul do Brasil – Variação fonológica. Porto Alegre, EDIPUCRS, 2009, p. 50-72.

WEINREICH, U.; LABOV, W.; HERZOG, M. Fundamentos empíricos para uma teoria da mudança linguística. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2018v21n3p367

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876