Cruzando fronteiras: narrativas de transnacionais tornando-se professores de língua inglesa no México

Irasema Mora Pablo, M. Martha Lengeling, Nora Margarita Basurto Santos

Resumo


Os dados apresentados neste artigo provêm de um estudo realizado ao longo de 2 anos que examina as vidas de imigrantes transnacionais de adultos jovens cujas famílias residem há vários anos nos Estados Unidos, sempre mantendo estreitos vínculos com seu país de origem, o México, até que decidiram ou foram forçados a voltar. Estes participantes aprenderam Inglês como filhos de imigrantes mexicanos nos Estados Unidos. Por meio de uma abordagem narrativa, os resultados mostram como esses estudantes constroem suas identidades através de sentimentos ambivalentes em relação a ambos os países e como esta construção identitária molda seus interesses em tornarem-se professores de inglês ou mesmo rejeitarem a língua a tal ponto de esqueceram a língua que aprenderam nos Estados Unidos. Aparentemente, as experiências transnacionais de moradia em dois países foram fundamentais para construção de suas identidades, definindo quem são e o que querem ser. Este trabalho sugere que indivíduos trasnacionais detêm um importante capital cultural e linguístico que usam a seu favor a fim de se integrarem em seu próprio país de origem.

 


Palavras-chave


Transnacionais; Identidade; Narrativa; Migração.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2015v18n2p326



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876