A representação social do professor da educação básica instituída nas diretrizes curriculares do Estado do Paraná

Marilúcia dos Santos Domingos Striquer, Elvira Lopes Nascimento

Resumo


Neste artigo, apresentamos os resultados da análise da Diretriz Curricular Estadual de Língua Portuguesa, documento oficial orientador das práticas pedagógicas dos professores da rede estadual de ensino do estado do Paraná. Os objetivos foram: identificar quem são os envolvidos no sistema de ensino colocados em cena pela diretriz, e identificar qual a representação social do professor instituída por esse documento. Para tanto, a pesquisa ancorou-se nos pressupostos teórico-metodológicos do Interacionismo Sociodiscursivo (BRONCKART, 2006, 2008, 2009). Os resultados revelam que os principais actantes colocados em cena pelo documento são os professores da Educação Básica e os alunos, e que o professor, em oposição a definição de sujeito epistêmico apresentada pelo documento, é instituído como agente de seu agir.


Palavras-chave


Formação de professores. Figuras do agir. Diretrizes Curriculares.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2237-4876.2012v15n2p433



Signum: Estudos da Linguagem
Telefone: (43) 3371-4428
E-mail: signum@uel.br
ISSN: 2237-4876