Uma abordagem organizacional do stress: relato de uma pesquisa

Therezinha Soares Santos, Yara Lucia Mazziatti Bulgacov, Adriana Cristine Dias, Maria Julia Scichitano, Dnair Roselem Casarini, Elisabete H. Takizava, Sandra Cristina M. Cayres

Resumo


Este artigo tem como objetivo relatar uma experiência junto a uma organização estatal, e numa perspectiva organizacional, identificar fatores de stress, variáveis a ela relacionadas, bem como seus sintomas. A população alvo consistiu em 28 sujeitos, pesquisadores de nível de escolaridade superior e de classe econômica média alta. Fundamentada em uma visão interacionista do stress (Lazarus, 1966 e Sells, 1970) a investigação foi delineada a partir do equacionamento de três níveis de variações: a) variáveis ambientais (fatores de trabalho e organizacionais): b) variáveis individuais (avaliação cognitiva e traço de ansiedade); c) sintomas a nível psicológico, comportamental e fisiológico. Para a coleta de dados foram utilizados os S8guintes instrumentos: I.D.A.T.E. (Inventário de Auto - Avaliação para Ansiedade de Traço e Espaço); Entrevista semi-estruturada; Pfister (Teste projetivo das pirâmides coloridas),' Escala de Frequência de Sintomas. Os resultados permitiram a identificação dos seguintes dados: frequência de fatores estressares; frequência de sintomas e de níveis de ansiedade dos sujeitos e do grupo. O tratamento dos dados consistiu, a partir dos resultados parciais dos instrumentos aplicados, de uma análise estatística que possibilitou a distribuição da população pesquisada em quatro zonas, a saber: zona de risco, zona critica, zona de normalidade e zona de baixo risco. Os resultados foram devolvidos a população alvo, momento este em que se trabalhou com os conceitos de "Chamada Cognitiva" (Couto, 1987) e Estilo de Vida A Friedman & Roseman apud Couto, 1987. Apontou-se, a partir de então, duas situações: as passíveis de mudança, que permitiram trabalhar respectivamente com indicações de estratégias de mudanças organizacionais, e com a questão da aceitação adequada do imponderável.


Palavras-chave


Fatores de stress; abordagem organizacional do stress; estressores no trabalho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.1991v12n3p167

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar