Risco e vulnerabilidade: jovens e drogas

Maria Angela Silveira Paulilo, Leila Sollberger Jeolás, Cristiana Kuniko Urahama, Maria Angélica Risoti Campaneri, Míriam Lucila Lima

Resumo


O trabalho ora apresentado é parte de pesquisa mais ampla sobre o uso de drogas ilícitas na cidade de Londrina. O universo aqui estudado é constituído por 722 jovens atendidos por instituições e programas sociais públicos. O objetivo principal da pesquisa é o conhecimento dos fatores de vulnerabilidade que colocam os jovens em risco de drogadicção. A metodologia incluiu as abordagens quantitativa e qualitativa. A coleta de dados foi realizada através da aplicação de um questionário com questões fechadas e abertas. As questões fechadas levantaram dados quantitativos relacionados ao perfil e ao uso de drogas. As questões abertas, ainda em processo de análise, deverão trazer contextos, práticas, motivações e significados de seu uso. Neste texto serão apresentados os resultados referentes aos dados quantitativos, quais sejam, informações sociodemográficas sobre o total do universo pesquisado; padrões e circunstâncias de uso de drogas pelos jovens que relataram seu uso; motivos que os levaram a experimentar a droga; associação entre o consumo de drogas e problemas dele decorrentes; uso de drogas injetáveis; e receptividade com relação à possibilidade de tratamento de dependência química. As conclusões evidenciam que uma correta avaliação da extensão do problema possibilitará a elaboração de programas preventivos e terapêuticos mais adequados e eficazes.

 

 


Palavras-chave


Risco; Vulnerabilidade; Jovens: Drogas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2001v22n1p57

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar