Estratégia tecnológica e competitiva das empresas agroindustriais do norte do Paraná

Marcia Regina Gabardo da Câmara, Raquel Nakazato

Resumo


O estudo identifica e analisa estratégias tecnológicas e competitivas de empresas agroindustriais do norte do Paraná no período 1997/99. A metodologia adotada envolveu a uma discussão teórica sobre competitividade e agroindústria, aplicação de questionários em quatro empresas em 1997 e em nove empresas em 1999 do complexo agroindustrial para verificar conduta empresarial. As empresas afirmam buscar novas tecnologias em função da sobrevivência. A falta de recursos financeiros é um grande obstáculo para realizar gastos com tecnologia. As principais fontes de capacitação tecnológica são os gastos internos em pesquisa e desenvolvimento e a transferência de tecnologia. As mudanças envolvem lançamento de novos produtos e aquisição de equipamentos mais modernos, devido à concorrência. As mudanças adotadas buscam reduzir custos, melhorar qualidade dos produtos e atender exigências de clientes e fazer frente a concorrentes. Entre as conclusões do estudo pode-se destacar que as empresas planejam e investem em tecnologia, adquirindo vantagens cumulativas de custo, qualidade e diferenciação. Os impactos da desvalorização cambial não foram significativos nas estratégias tecnológicas, os custos foram afetados medianamente e o repasse para os preços finais foi realizado parcialmente em 1999. O choque cambial afetou o comportamento estratégico e alterou o comportamento tecnológico das empresas.

 

 


Palavras-chave


Competitividade; Agro-negócios; Estratégias competitivas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2001v22n1p13

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar