Competitividade das Exportações Brasileiras de Suco de Laranja no Período de 1990 a 2001

Vanderlei José Sereia, Márcia Regina Gabardo da Camara, Mirian de Oliveira Gil

Resumo


O trabalho analisa a competitividade das exportações de suco de laranja no período 1990/2001. No período analisado, três acontecimentos econômicos afetaram as exportações: em 1990 houve o aprofundamento da abertura comercial; em 1994, a implementação do Plano Real; e em 1999, a desvalorização cambial. O Brasil é o maior exportador mundial tendo baixo custo de produção agrícola e industrial, basicamente menor custo de mão-de-obra, sendo, portanto, a cadeia citrícula mais competitiva do mundo. O setor é altamente concentrado, dominado por basicamente cinco grandes indústrias o que proporciona melhores preços com fornecedores. A produção brasileira de suco de laranja é voltada praticamente para exportações. Os procedimentos metodológicos envolveram análise da evolução das exportações e a utilização do modelo Constante-Market-Share para analisar os fatores do crescimento das exportações brasileiras: crescimento do mercado mundial, destino das exportações e competitividade. Os resultados revelaram a perda de participação das exportações brasileiras no período, indicando necessidade de conquistar novos mercados externos e juntar esforços políticos a fim de reduzir barreiras internacionais.

 


Palavras-chave


Competitividade; Constante-Market-Share; Suco de Laranja.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2004v25n1p57

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar