Call of Cthulhu: a imagem das criaturas lovecraftianas no jogo Dark Corners of the Earth

Levy Henrique Bittencourt Neto

Resumo


Este artigo tem como objetivo estudar a imagem de três criaturas – Shoggoth, Cthulhu e Dagon - baseadas nos livros do escritor H.P. Lovecraft e presentes no jogo Call of Cthulhu: Dark Corners of the Earth. A abordagem principal é sob a perspectiva das categorias fenomenológicas e a semiótica de C. S. Peirce. Através dos nove tipos de signo e das categorias fenomenológicas de primeiridade, secundidade e terceiridade, fez-se uma análise dos componentes visuais das imagens do jogo, em comparação com os escritos de Lovecraft. Através da análise semiótica, percebe-se que o jogo conseguiu, de maneira bem-sucedida, transpor signos fundamentais presentes na literatura de Lovecraft.

Palavras-chave


Lovecraft; Semiótica; Videogames; Fenomenologia

Texto completo:

PDF

Referências


BÍBLIA. Português. Bíblia on-line. Disponível em: https://www.bibliaonline.com.br. Acesso em: 9 out. 2016.

BYSTRINA, I. Tópicos de semiótica da cultura. São Paulo: Cisc, 1995. Pré-print.

DUTRA, D. I. O horror sobrenatural de H.P. Lovecraft: teoria e praxe estética do horror cósmico. 2015. 260 f. Tese (Doutorado em Literatura Comparada) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2015.

FLUSSER, V. Filosofia da caixa preta: ensaios para uma futura filosofia da fotografia. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2002.

JOSHI, S. T. The weird tale. Seatle: Sarnath Press, 2017.

LOVECRAFT, H. P. A cor que caiu do céu. 2. ed. São Paulo: Iluminuras, 2007.

LOVECRAFT, H. P. A maldição de Sarnath. 2. ed. São Paulo: Iluminuras, 2001.

LOVECRAFT, H. P. Dagon. 2. ed. São Paulo: Iluminuras, 2005.

LOVECRAFT, H. P. O horror sobrenatural em literatura. São Paulo: Iluminuras, 2008.

LOVECRAFT, H. P. The complete fiction. New York: Barnes & Noble, 2011.

MORIN, E. O enigma do homem: para uma nova antropologia. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1975.

PEIRCE, C. S. Semiótica e filosofia. São Paulo: Cultriz, 1975.

PEIRCE, C. S. Semiótica. São Paulo: Perspectiva, 2003.

PEIRCE, C. S. The collected papers of Charles Sanders Peirce. Charlottesville, VA: Intelex Corporation, 1994.

PIRES, J. B. Vida e obra de Charles Sanders Peirce e as bases para o estudo da linguagem fotográfica. Revista Discursos Fotográficos, Londrina, v. 4, n. 4, p. 145-160, 2008.

RUIZ, M. F.; BIENVENIDO, H. P. Universos fantásticos de inspiración Lovecraftiana en videojuegos survival horror: Un estudio de caso de p.t (silent hills). Brumal: revista de investigación sobre lo fantástico, Barcelona, v. 3, n. 1, p. 95-118, 2015.

SANTAELLA, L. A assinatura das coisas: Peirce e a literatura. Rio de Janeiro: Imago, 1992.

SANTAELLA, L. A teoria geral dos signos. São Paulo: Pioneira, 2008.

SANTAELLA, L. Estética: de Platão a Peirce. 2. ed. São Paulo: Experimento, 1994.

SANTAELLA, L. O método anticartesiano de C. S. Peirce. São Paulo: Editora UNESP, 2004.

VALVE. Shoggoth. Disponível em: https://steamcommunity.com/sharedfiles/filedetails/?id=780930632. Acesso em: 1 out. 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2019v40n2p225

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar