A família como fator de risco e de proteção na gestação, parto e pós-parto

Adriana Navarro Romagnolo, Aline Oliveira da Costa, Neliane Lazarini de Souza, Valéria de Carvalho Oliveira Somera, Miria Benincasa Gomes

Resumo


O objetivo da pesquisa se constituiu em analisar os fatores de risco e de proteção relacionados às questões familiares em dois casos de puérperas que viveram a experiência de um parto normal com assistência humanizada. Foi realizada uma entrevista semiestruturada para investigar a Gestação o Parto e Pós-Parto e um questionário sócio demográfico. Para a análise dos dados, foi realizada análise qualitativa com análise de conteúdo. A participação ativa do cônjuge pôde ser entendida como fator principal de proteção. Observou-se que a forma como a relação familiar se constitui desde antes do momento da gestação pode influenciar diretamente no ciclo gravídico-puerperal. Considera-se que os fatores de risco e os fatores de proteção vivenciados durante a gestação se perpetuam durante o puerpério, acrescidos das demandas da maternidade. Sugere-se maior investimento de profissionais de saúde em intervenções para consolidação e estruturação da rede de apoio durante a gestação e no pós-parto.

Palavras-chave


Família; Fator de Risco; Fator de Proteção; Puerpério.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2017v38n2p133

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar