Análise de validade e consistência de uma escala de transformação social para a avaliação de impacto do programa viravida

Rodrigo Campos Crivelaro, Miguel Barbosa Fontes, Eduardo Yoshio Nakano

Resumo


Segundo estimativas do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), cerca de um milhão de crianças em todo o mundo são diretamente afetadas pela violência sexual, sendo que praticamente um terço do total de casos ocorrem no Brasil. O Projeto ViraVida atua para reduzir o problema no país, resgatando adolescentes e jovens nesta situação, proporcionado atendimento psicológico, educacional e profissionalizante, incluindo inserção e acompanhamento dos mesmos no mercado de trabalho. Neste contexto, o objetivo deste estudo é realizar a análise de validade e consistência da Escala de Transformação Social do Projeto ViraVida. É a segunda etapa da avaliação de impacto do Projeto para verificação de possíveis impactos para o fortalecimento da autonomia, direitos sociais e cidadania de adolescentes e jovens de 16 a 24 anos em situação de exploração sexual. A metodologia foi fundamentada nos procedimentos da Análise Fatorial, incluindo a verificação da consistência interna da Escala completa e seus Domínios específicos. Ambos se mostraram consistentes, com Alpha de Cronbach maior que 0,7. Os resultados fornecem segurança para a realização da etapa posterior prevista para a avaliação do ViraVida: pesquisa avaliativa junto aos adolescentes e jovens nos 11 Estados e 14 cidades onde o ViraVida está em curso

Palavras-chave


Avaliação de impacto; Análise fatorial; Programa ViraVida.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2014v35n2p3

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar